Pesquisa

Próximas Leituras

Tag: Sua Vida Em Livros

sábado, 15 de fevereiro de 2014
Posted by Anna Martinelli
Depois de séculos para achar uma tag legal para postar no blog, finalmente achei acidentalmente no YouTube um do blog Series Of Serendipity com essa proposta super interessante. 
A tag foi traduzida pela Tati Feltrin do blog Tiny Little Things

1. Escolha um livro para cada uma de suas iniciais
Eu tenho 4 iniciais: A-C-M-S. 
Juro que tentei achar um livro que eu já tivesse lido que não começasse com o "a" como preposição, mas é completamente impossível! Se não foi difícil o suficiente procurar todos os títulos, ainda tive que aceitar que não achei e escolher um dos bilhões de livros que começam com a preposição. Mas o livro escolhido foi "A Esperança", que faz parte da trilogia dos "Jogos Vorazes" e é com certeza um dos meus livros favoritos! 

Para o "C", foram mais duas horas de escolha! Sério, o que fazer quando todos os livros da saga "Instrumentos Mortais" começam com essa letra? E depois como escolher entre eles e "Convergente", o novo livro da trilogia Divergente? Por expectativa, tenho que escolher o "Convergente", tem um cronômetro no meu celular contando os dias para o lançamento. 

Para o "M", foi bem fácil! Escolhi de primeira o "Muito mais que uma Princesa", já fiz resenha dele aqui no blog e esse foi o meu primeiro romance histórico e quem leu a resenha sabe que foi amor a primeira vista!

Por fim, na letra "S" foi o Sussurro, da saga Hush, Hush. Esse foi o melhor livro da série e também foi uma das escolhas mais rápidas. 


2. Conte a sua idade pelos livros de sua estante: Qual é o livro?
De acordo com as regras, é preciso contar quantos livros tem na sua estante (da esquerda para direita) e parar no número correspondente a sua idade. Eu tenho quinze anos e o livro foi "Cidade das Cinzas" da Cassandra Clare. 

3. Encontre um livro ambientado em sua cidade/estado/país:
Fiquei um tempo procurando qualquer vestígio de menção ao Brasil/Rio de Janeiro, e quase desisti. Sim, eu tenho preconceito com livros nacionais!
Mas, sem querer, acabei encontrando o "Insaciável" da Meg Cabot, onde eles mencionam um fato ocorrido no Rio de Janeiro. O livro não é completamente ambientado aqui, mas foi o único que mencionou efetivamente o lugar. 


4. Escolha um livro que se passe em algum lugar que gostaria de conhecer:
Essa foi bem difícil. Fiquei em dúvida se deveria ser um lugar real, tipo uma cidade ou país, ou se poderia ser alguma coisa fictícia. Em um lugar real, eu escolheria "A Filha da Feiticeira", que se passa na Inglaterra e é o lugar que eu mais tenho vontade de conhecer. Mas em algum lugar fictício eu escolheria "Divergente", não só pela Chicago futurista, mas pela sede da Audácia. 




5. Escolha uma capa de livro com a sua cor favorita:
Minha cor favorita é preto. Eu tenho vários livros pretos, acho que qualquer livro fica bem em preto e o que eu escolho é a capa do "Jogos Vorazes". 


6. Que livro te trás boas lembranças?
Nossa! Um livro que me trás boas lembranças?!
Acho todos os livros muito diferentes e é bem difícil saber qual não me trás boas lembranças.
Não consigo escolher um livro só que me traga boas lembranças de bons momentos, mas consegui escolher um que me fez lembrar de coisas boas. 
"Divergente", me fez lembrar de como eu era. De uma Anna completamente mais simples, mais racional e mais feliz também. De alguma maneira não sei se foi o livro em si, mas a personagem principal. Tris. Acho que me lembrei de uma época diferente e me arrependi por tê-la mudado. A Tris me fez ver isso.

7. Qual livro você teve mais dificuldade em terminar?
Tormenta da Lauren Kate. 
Sabe quando você já está completamente apaixonado pela série e pelos personagens, mas o livro consegue ser tão chato que te da vontade de abandonar?
Demorei uns 3 meses para conseguir terminar, mas valeu a pena quando peguei os outros dois livros da saga!


8. Que livro ainda não lido lhe trará a maior sensação de "missão cumprida"?
O Dom, da saga Bruxos e Bruxas. 
Comprei o livro só porque tinha lido o Bruxos e Bruxas, mas li tantas resenhas falando que o livro era ruim que desanimei e acabei o deixando de lado. 




Bom, essa foi a Tag: Sua Vida em livros.
Aqui estão os links dos vídeos da Tati e da Mel da resposta das tags delas:
Tag-Sua vida em livros da Tati
Tag - Sua vida em livros da Mel

Aqui estão os links dos livros mencionados que já tem resenha aqui no blog:
Resenha - Muito Mais Que Uma Princesa
Resenha - A Filha da Feiticeira
Resenha - Bruxos e Bruxas

E se alguém já tiver feito ou quiser responder coloca o link aqui nos comentários!





4 livros sobre Bullying que você precisa ler

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014
Posted by Anna Martinelli

Recentemente estive pensando sobre livros que falam sobre problemas e distúrbios na adolescência. Estes livros são bem mais comuns do que eu esperava e não trata tudo como um grande sermão, mas como uma história sobre alguém real com problemas reais.
Várias dessas histórias abordam temas como o bullying, bulimia, automutilação, insatisfação com sigo mesmo e falta de aceitação com o próprio corpo.

1.Os 13 porquês - Jay Asher

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

2.Garotas de Vidro - Laurie Helse Anderson


Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laurie Halse anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos. 

3.Antes que eu vá -Lauren Oliver

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. ... Em uma noite chuvosa de fevereiro, Sam é morta em um acidente de carro horrível. Mas em vez de se ver em um túnel de luz, ela acorda na sua própria cama, na manhã do mesmo dia. Forçada a viver com os mesmos eventos ela se esforça para alterar o resultado, mas acorda novamente no dia do acidente. O que se segue é a história de uma menina que ao longo dos dias, descobre através de insights desoladores, as conseqüências de cada ação dela. Uma menina que morreu jovem, mas no processo aprende a viver. E que se apaixona um pouco tarde demais.

4.A lista negra -Jennifer Brown


E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.





Top 5 – Distopias

Posted by Anna Martinelli
O termo “distopia” tem se tornado cada vez mais comum na nossa literatura. A distopia são criações ficcionais opostas ao termo “utopia”, que é definido pelo prospecto de uma sociedade ideal, com o máximo conceito de felicidade.
No cenário literário, os livros com distopias têm crescido cada vez mais rápido e sua popularidade entre as listas mundiais de best-sellers têm sido igualmente acentuada.
O primeiro livro que li com essa temática foi a trilogia Jogos Vorazes e depois pensei que todos os outros eram um tipo de cópia, mas quando me aprofundei no termo da distopia, percebi que todos os autores estavam seguindo o mesmo tema, mas não a mesma história.
Todos os livros abaixo são considerados best-sellers.

1.Trilogia Jogos Vorazes




Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

2.Trilogia Divergente



Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

3.Trilogia A Seleção


Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.


4.Starters


Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbador em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...

Confira a resenha de Starters aqui


5. Trilogia Witch & Wizard



No meio da noite, os irmãos Allgood, Whit e Wisty, foram arrancados de sua casa, acusados de bruxaria e jogados em uma prisão. Milhares de outros jovens como eles também foram sequestrados, acusados e presos. Outros tantos estão desaparecidos. O destino destes jovens é desconhecido, mas assim é o mundo sob o regime da Nova Ordem, um governo opressor que acredita que todos os menores de dezoito anos são naturalmente suspeitos de conspiração. E o pior ainda está por vir, porque O Único Que É O Único não poupará esforços para acabar com a vida e a liberdade, com os livros e a música, com a arte e a magia, nem para extirpar tudo que tenha a ver com a vida de um adolescente normal. Caberá aos irmãos, Whit e Wisty, lutar contra esta terrível realidade que não está nada longe de nós.

Confira a resenha de Bruxos e Bruxas aqui



Biografia – Cassandra Clare

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014
Posted by Anna Martinelli


No fim do ano passado, depois de muita recomendação, resolvi dar uma chance a saga Instrumentos Mortais e mergulhar nesse mundo obscuro dos Caçadores de Sombras. E não deu outra. Me apaixonei completamente! A escrita da Cassie é perfeita, ela consegue dar espaço a todos os personagens e fazer com que o leitor se sinta parte do ambiente que cria. Ainda não li todos os livros dela, mas já faz parte da minha meta. Então resolvi fazer um panorama completo de quem era Cassandra Clare:



Judith Rumelt (ou Cassandra Clare) nasceu em 27 de julho de 1973 em Teerã, no Irã, mas grande parte de sua vida foi passada em várias outras partes do mundo, incluindo França, Inglaterra e Suíça -todos antes dos 10 anos. E todas essas aventuras incluem uma expedição para o Himalia quando era só um bebê, resultando em um mês vivendo na mochila de seu pai. Mesmo com tudo isso, Cassie nunca deixou seus livros para trás e em qualquer lugar o carregava. 
Passou o colegial em Los Angeles, onde escrevia histórias para os amigos, de onde veio a inspiração para o seu pseudônimo, em um livro de Jane Austen. 
Depois do colegial Cassie trabalhou em Los Angeles e New York em revistas e escrevendo para tabloides. E em 2004, tomou coragem e escreveu o primeiro rascunho do que seria o best-seller do NYTimes: Cidade dos Ossos. Com o tempo abriu mão da infelicidade de trabalhar nos tabloides e se dedicou em tempo integral escrevendo. 
Em 2007 nasce o fenômeno: Cidade dos Ossos, que dá incio a o que deveria ser uma trilogia composta por mais outros dois livros: Cidade das Cinzas e Cidades de Vidro, mas em 2009 ela anuncia que haveria uma continuação, transformando seu livro inicial parte de uma saga. Em 2011, é lançado nos Estados Unidos o quarto volume da saga: Cidade dos Anjos Caídos e logo após acontece o lançamento do quinto volume: Cidade das Almas Perdidas. Em 2014, Cassandra anunciou o fim da saga dos Instrumentos Mortais, com o lançamento de Cidade do Fogo Celestial. 
Sem conseguir se afastar do mundo dos Caçadores de Sombras, junto com o anuncio da continuação da saga Instrumentos Mortais, ela diz que uma nova série surgiria. 
As Peças Infernais, volta com o mundo dos Caçadores de Sombras, mas leva sua história ao passado da Inglaterra Vitoriana. Em Agosto de 2011 seu primeiro livro: Anjo Mecânico, confirma o anuncio de 2009 e dá origem a continuação da trilogia em Dezembro de 2011, com o lançamento de Anjo Mecânico e termina a serie em 2013, com o último volume: Princesa Mecânica. 
Hoje, Cassie continua escrevendo sobre o mundo dos Caçadores de Sombras, mas também se dedica a outras temáticas. 

Série Instrumentos Mortais:



Trilogia Peças Infernais: 


As duas são as maiores e mais conhecidas séries de Cassandra Clare. Mas a autora promete uma nova coleção para 2015, com a parceria de sua amiga Holly Black, The Magisterium.

Saiba mais sobre a autora em seu site







Top 5: Livros que ganharão adaptação pra filme em 2014

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014
Posted by Anna Martinelli

Esse ano os fãs de adaptações para filme não sairão da sala de cinema. O ano promete cinco das maiores histórias da literatura. Particularmente -mesmo preferindo o livro -ainda gosto de ver mais detalhadamente o contexto da adaptação, incluindo a escolha do elenco e do cenário, por isso quero mostrar esses cinco livros maravilhosos que serão transformados em filme esse ano.

1. A Menina que Roubava Livros (31 de Janeiro)



2. Vampire Academy: Beijo das Sombras (14 de Fevereiro)


3. Divergente (21 de Março)


4. A Culpa é das Estrelas (6 de Junho)


5. Jogos Vorazes: A Esperança parte 1 (21 de Novembro)




Retrospectiva 2013 –Sagas/Trilogias

Posted by Anna Martinelli


O ano já acabou e a meta de leitura se encerrou no número 43. Como esse ano não foi exatamente corrido, tive tempo suficiente para ler. 
Na hora de preparar o post da retrospectiva, percebi que a maioria deles fazia parte de uma saga ou trilogia, por isso, resolvi engloba-los todos em uma lista teoricamente menor. Então as sagas/trilogias de 2013 foram:

1. Instrumentos Mortais - Cassandra Clare

Livro Favorito: Cidade dos Ossos
Livro mais chato: Cidade das Almas Perdidas
Personagem Favorito: Jace
Personagem mais chato: Simon
Frase da Saga: "O menino nunca mais chorou, e nunca se esqueceu do que aprendeu: Que amar é destruir e ser amado é ser destruído" (Jace- Cidade dos Ossos)


2. Hush, Hush
Livro Favorito: Finale
Livro mais chato: Crescendo 
Personagem Favorito: Patch
Personagem mais chato: Marcie
Frase da Saga: "Você não sabe confiar. Quer dizer, não: você confia, mas só nas pessoas erradas". (Patch - Sussurro)


3. A Seleção
Livro Favorito: A Elite
Livro mais chato: --
Personagem Favorito: Maxon
Personagem mais chato: Aspen
Frase da Saga: "...Pela minha experiência posso dizer que o amor verdadeiro é geralmente o mais inconveniente" (America Singer - A Seleção)

4. Acampamento Shadow Falls
Livro Favorito: Escolhida ao Entardecer
Livro mais chato: Desperta ao Amanhecer
Personagem Favorito: Lucas
Personagem mais chato: Kylie
Frase da Saga: "-Quando uma porta se fecha, outra se abre. [...] -E se não houver outra porta? [...] -Então você pega uma marreta e abre uma janela. Ninguém disse que a vida é fácil. De modo geral, quanto mais difícil é uma coisa, mais gratificantes são os resultados." (Kylie e Holiday)

5. Beautiful Creatures
Livro Favorito: Dezoito Luas
Livro mais chato: Dezessete Luas
Personagem Favorito: Ridley 
Personagem mais chato: Lena
Frase da Saga: "Havia apenas dois tipos de gente em nossa cidade [...] 'os que estão condenados a ficar ou são burros demais para irem embora. Todos os outros acham um meio de fugir. '" (Ethan - Dezesseis Luas)

6. Os Imortais
Livro Favorito: Infinito
Livro mais chato: Estrela da Noite
Personagem Favorito: Roman
Personagem mais chato: Ever
Frase da Saga: "Jamais daria a você uma rosa branca -ele diz, os olhos buscando os meus [...] -Pra você só tulipas -Diz Damen, sorrindo -Só tulipas vermelhas."




Resenha: O Anjo de Hitler - William Osborne

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013
Posted by Catarina Azevedo

Título: O Anjo de Hitler.
Autor: William Osborne.
Editora: Seguinte.
Edição: 1° (2013)
Páginas: 272
Título Original: Hitler's Angel.

Sinopse
Leni tem catorze anos, é austríaca, judia e muito corajosa. Refugiada na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial, certo dia é convocada pelo almirante MacPherson para a missão mais perigosa de sua vida... Otto é alto, bem magro, tem olhos castanhos e vive na Inglaterra - sua família foi aprisionada pelos nazistas. Ele adora se meter em confusão e é por isso que, quando o almirante sugere que ele ajude o governo inglês numa missão ultrassecreta, ele aceita na hora. Otto e Leni são enviados à Alemanha para resgatar uma garotinha chamada Angelika. Pouco se sabe sobre essa pequena órfã misteriosa em quem a Inglaterra tanto aposta como a arma secreta que colocará o ponto final naquela guerra sangrenta. Leni, Otto e Angelika enfrentam grandes desafios, descobrem segredos importantíssimos e acabam mudando os rumos deste episódio tão marcante para a história.

Resenha
Queria começar essa resenha contando o porquê de o livro ter me chamado a atenção antes mesmo de lê-lo.
Certo dia estava eu numa livraria, simplesmente apreciando livros e procurando alguns para minha lista da Bienal do Livro – Rio de Janeiro 2013, até que encontrei “O Anjo de Hitler’’ numa prateleira. Inicialmente o nome me chamou muito a atenção, pois sou fascinada por histórias da Segunda Grande Guerra, e também a capa, mesmo que meio emborrachada (daquelas que ficam com marcas de dedos após a leitura) eu a adorei, tem tudo a ver com a história do livro, tive que imediatamente adicioná-lo à minha lista e estava louca para encontrá-lo na Bienal, que foi onde o adquiri.
Quando peguei para ler, numa sexta feira, devorei-o em algumas horas e fiquei extasiada. Me surpreendeu em todos os sentidos, fez com que eu ficasse com aquela famosa "depressão pós-leitura".
A estória, como já mencionado, se passa em torno da Segunda Guerra Mundial, tendo como protagonistas Otto e Leni, dois adolescentes que fugiram para a Inglaterra, em busca de refúgio. Ambos perderam pessoas importantes e por isso tem motivos suficientes para ajudarem a Inglaterra, quando são convocados a voltarem à Alemanha em uma missão especial.
Leni é uma garota austríaca, judia e mesmo com apenas 14 anos, se mostra muito corajosa e inteligente. Otto é um garoto alemão, alto, habilidoso e inteligente também, apesar de, como qualquer ser humano, cometer suas ‘’burradas’’ ao longo do livro.
MacPherson, o almirante que propõe a missão de resgatar uma jovem menina que passou anos vivendo em um convento na Alemanha, treina os adolescentes antes de mandá-los ao país nazista.
Ao longo da missão, Otto e Leni se afeiçoam a Angelika, a garotinha de extrema importância, que acreditam que possa ser a "chave" para a vitória inglesa na Guerra. Mas pouco se sabe a seu respeito, além de que a menininha acha que pode ser um anjo, por todos sempre falarem que ela é uma criança muito especial.
Os três passam por diversos desafios, o que faz Otto e Leni se questionarem sobre o que é certo a fazer em relação à garota, afinal, ela é apenas uma criança. Juntos, eles descobrem segredos importantíssimos e acabam mudando os rumos da missão.
Confesso que esse livro me emocionou bastante, principalmente pelo fato de os protagonistas revelarem suas identidades somente no final. É emocionante também, sentir a relação que os três passam a ter ao longo do livro.
É superinteressante ver como William Osborne consegue relacionar a estória com a história, ou seja, os personagens fictícios com aqueles que realmente viveram a Segunda Guerra, como Hitler, seus agentes, etc, e também, como o autor conseguiu trabalhar o boato de Hitler ter uma filha perdida durante a Guerra.
Claro que o livro me desapontou em alguns aspectos, achei que o final poderia ser um pouco melhor trabalhado, mas mesmo assim, um ótimo livro. Surpreendente até no fato de parecer impossível dois adolescentes como agentes secretos, mas Osborne conseguiu fluir muito bem a estória.
Enfim, uma leitura mais do que recomendada.